Matéria da edição Nº109 - Março/2000
Texto: Válter Ravagnani
Foto: Doutor i.e.
Sensor de Pressão Absoluta no Coletor de Admissão - MAP
O sensor de pressão absoluta* no coletor de admissão - MAP (Manifold Absolute Pressure) informa à UCE a variação da pressão no interior do coletor de admissão...

src=http://www.oficinabrasil.com.br/edicoes/Mar2000/dica_mar1.jpgO sensor de pressão absoluta* no coletor de admissão - MAP (Manifold Absolute Pressure) informa à UCE a variação da pressão no interior do coletor de admissão em função do regime de carga e da rotação do motor, ou seja, informa a pressão a que está sendo submetido o ar aspirado pelo motor.
Em marcha lenta, quando a borboleta de aceleração está totalmentefechada, a pressão no interior do coletor de admissão é baixa(alta depressão). Com a borboleta totalmente aberta, a pressãono interior do coletor de admissão é alta (baixa depressão).
A UCE utiliza as informações recebidas do sensor MAP para realizaros cálculos do avanço da ignição e da quantidadede combustível a ser injetado no motor.
O sinal do MAP também é utilizado para medir a pressão atmosféricalocal. Com essa informação, o sistema é capaz de se adequarautomaticamente as variações de altitude. O MAP mede a pressãoatmosférica toda vez que é ligada a ignição.
O sensor MAP pode ser analógico ou digital. Ambos são alimentadospela UCE com uma tensão de referência de aproximadamente 5voltsVDC. O analógico envia a UCE um sinal de tensão de corrente contínuacuja intensidade varia com de depressão do coletor de admissão.O digital fornece a UCE um sinal pulsado (pulsos de corrente contínua- em forma de onda quadrada) cuja frequência varia com a depressãono coletor de admissão.
Normalmente, o sensor MAP é ligado à tomada de pressão nocoletor através de uma mangueira de borracha. Em sistemas mais modernoscomo os utilizados nos veículos Volkswagen MI, Novo Vectra, FamíliaPalio 8V (após 99), o sensor vem parafusado diretamente sobre o coletorde admissão (não utiliza mangueira de tomada de pressão).

src=http://www.oficinabrasil.com.br/edicoes/Mar2000/dica_mar2.jpgTestando um sensor de pressão absoluta no coletor de admissão - MAP
Na realização do teste de um sensor de pressão absolutano coletor de admissão - MAP observe os seguintes detalhes:
• Certifique-se da boa condição da carga da bateria e alimentaçãoda UCE;
• Verifique se a mangueira de tomada de pressão do sensor (caso exista)não está furada ou entupida. Mantenha a tomada de pressãodesobstruída;
• O teste do sensor deve ser realizado com os conectores do sensor e daUCE ligados (circuito do sensor em carga), somente dessa forma pode-se simulara verdadeira condição de funcionamento do sensor;
• A medição do sinal deve obedecer a seguinte ordem: -Primeirodevem ser avaliados o aterramento do circuito do sensor e a tensão dealimentação do mesmo. Depois deve ser analisado o sinal enviadopelo sensor à UCE;
• Para o sensor MAP analógico o sinal enviado para a UCE deve sermedido em tensão de corrente contínua VDC. Para o digital, deveser medido em Hertz - Hz**.
• O sinal do sensor deve estar de acordo com a depressão a qual omesmo estiver submetido e com a pressão atmosférica local;
• A medição do sinal pode ser realizada com a chave de igniçãoligada (sem dar partida) aplicando-se depressão com uma bomba de vácuona tomada do sensor ou com o motor em marcha-lenta, comparando-se o sinal dosensor com pressão absoluta do coletor.

* Pressão absoluta é a pressão medida em relação ao vácuo. A maioria dos manômetros mede a pressão em relação a pressão atmosférica. As pressões medidas em relação à pressão atmosférica são denominadas pressões manométricas. Assim: Pressão Absoluta = Pressão Manométrica + Pressão Atmosférica (P Abs = P man + P Atm).
** O sinal do sensor digital também pode ser medido em RPM, porém é mais comum encontrarmos especificações em Hz.

Dica 1 - Exemplo de teste para um sensor MAP analógico
Sensor aplicado no sistema de injeção eletrônica Multec Delphi que equipa os veículos S10 2.2 EFI e Blazer 2.2 EFI. Atenção!! Efetuar os testes obedecendo a sequência. Antes, efetuar o teste de carga da bateria.

src=http://www.oficinabrasil.com.br/edicoes/Mar2000/dica_mar3.jpg

src=http://www.oficinabrasil.com.br/edicoes/Mar2000/dica_mar4.jpg

Dica 2 - Exemplo de teste para um sensor MAP digital
Sensor aplicado no sistema de injeção eletrônica EEC IV - Autolatina que equipa os veículos Gol 1.0/1.6/1.8 (95-96), Gol GTI 2.0 (95-97), Logus 1.6/1.8 (94-96), Logus 2.0 (93-96), Parati 1.6/1.8/2.0 (95-96), Pointer 1.8/2.0 (94-96), Quantum 1.8/2.0 (94-96), Santana 1.8/2.0 (94-96), Saveiro 1.6/1.8 (96-97), Escort 1.6/1.8/2.0 (94-96), Pampa 1.8 (97 ...), Royale 1.8/2.0 (94-96), Verona 1.8/2.0 (94-96) e Versailles 1.8/2.0 (94-96).
Atenção!! Efetuar os testes obedecendo a sequência. Antes, efetuar o teste de carga da bateria.

src=http://www.oficinabrasil.com.br/edicoes/Mar2000/dica_mar5.jpg

src=http://www.oficinabrasil.com.br/edicoes/Mar2000/dica_mar6.jpg

Veja também
Técnica em Pesados
Motores eletrônicos da MWM

Interpretando esquemas elétricos - parte 4
Editorial
É dia de feira
Oficina Brasil
Primeira turma chega ao mercado
Alfatest
Dicas para limpeza de injetores de combustível (gasolina)

Golf Total Flex 1.6 l
Notícias relacionadas